Liberte-se do Ciúme

O ciúme é um mal entendido, parece amor mas na verdade é apego, monopólio e possessividade. O ciúme afasta, o amor une, de modo que é errado achar que ciúme é amor. Quando exagerado, esse distúrbio parece estar diretamente ligado à infância, ao relacionamento com os pais. A criança pode ter sido marcada pela falta ou pelo mau relacionamento com uma das figuras parentais, levando essa tensão para futuros relacionamentos.

A pessoa ciumenta parece não perceber que quanto mais controla mais sofre, é uma briga inútil, uma ilusão. Na verdade, o outro ficará exausto com o controle e poderá sair do relacionamento. Ninguém é dono de ninguém, a não ser de si mesmo.

Seja dono de si mesmo, cuide-se, mude, faça Psicoterapia.

Author image

Psicóloga Maria Manuela Ferreira

Maria Manuela Ferreira, é Psicóloga, com mestrado em Educação e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, pós-graduação em Psicologia Analítica, de Carl Gustav Jung.
  • Ipanema, Rio de Janeiro
1 min de leitura

Auto Piedade

1 min de leitura

Decisão