Amor e Medo

O amor que conhecemos entre parceiros, parece estar baseado no medo, discussões, ciúmes, controle, agressões e dominação. Os casais parecem estar desencontrados e vivendo sempre em intenso sofrimento.

Amor com medo não é amor. Abandone o medo, e então será amor. Lembre-se que o amor nunca acaba, mesmo que pareça ter terminado, pois ele é sem fim, contínuo.

Viva melhor, faça psicoterapia.

Author image

Psicóloga Maria Manuela Ferreira

Maria Manuela Ferreira, é Psicóloga, com mestrado em Educação e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, pós-graduação em Psicologia Analítica, de Carl Gustav Jung.
  • Ipanema, Rio de Janeiro
1 min de leitura

Momentos difíceis

1 min de leitura

Emocional